A família Saud e a sucessão na Arábia Saudita

O príncipe Mohammed bin Nayef, neto do patriarca da família Saud e novo ministro do Interior. Foto: Saudi Gazette

O governo da Arábia Saudita anunciou na segunda-feira 5 uma mudança no comando do Ministério do Interior que deu indícios a respeito da estratégia da família Saud para perpetuar seu poder no reino. O príncipe Ahmed bin Abdulaziz, de 71 anos, deixou a pasta, responsável pela segurança do país, e será substituído por seu sobrinho, Mohammed bin Nayef, de 53 anos.

A mudança é significativa pois representa apenas a segunda vez na história saudita que um neto do fundador do reino, Abdulaziz al-Saud, ascende a uma das principais posições do governo. A primeira ocorreu em 1975, quando Saud al-Faisal se tornou ministro do Exterior da Arábia Saudita, cargo que ocupa até hoje.

Desde sua fundação, em 1932, a Arábia Saudita está em seu sexto rei. Abdulaziz, o patriarca, ficou no poder até 1953. Depois, sucederam-no cinco de seus mais de 30 filhos: Saud, Faisal, Khalid, Fahd e Abdullah, o atual rei saudita.

O rei Abdullah, em imagem de 2005, quando assumiu o trono. Foto: Casa Branca / Wikimedia Commons

O primeiro na linha de sucessão é o “príncipe herdeiro“, cargo sempre ocupado por um dos filhos de Abdulaziz. Abdullah está em seu terceiro herdeiro. O primeiro, Sultan, morreu em 2011. O segundo, Nayef (pai do novo ministro do Interior), morreu em 2012. O atual herdeiro é Salman. Todos esses são irmãos de Fahd e integrantes de um grupo conhecido como “os sete de Sudairi”, uma referência ao nome da mãe deles – Hassa al Sudairi. Os Sete de Sudairi são meio-irmãos do rei Abdullah e integram a família mais poderosa do clã Saud.

Além de Salman (o atual príncipe herdeiro), apenas mais três dos sete irmãos estão vivos. Todos têm mais de 80 anos e condições de saúde fragilizadas, assim como o rei Abdullah. À medida que os filhos do patriarca saiam de cena, seus netos tomarão os postos de controle do reino e a disputa por poder dentro da família poderá ficar maior.

A nomeação de Mohammed bin Nayef mostra que os descendentes dos Sete de Sudairi também são fortes internamente e devem continuar influenciando os rumos do reino saudita. Mohammed bin Nayef integrava o Ministério do Interior quando seu pai comandava a pasta e é conhecido por fortalecer os serviços de Inteligência sauditas e combater a rede terrorista Al-Qaeda. É, assim, bem visto pelas potências ocidentais. Ao que parece está bem posicionado para liderar o reino quando seus tios morrerem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s