Convite

O Grupo de Trabalho Oriente Médio Mundo Muçulmano (GTOMMM) do Laboratório de Estudos Asiáticos (LEA) da Universidade de São Paulo (USP) gostaria de convidar para o Seminário de Lançamento de seu:

Boletim Eletrônico Malala

Com a apresentação dos autores/textos:

Ariel Finguerut (Doutorando Ciência Política/Unicamp)
Entre George W. Bush e Obama: A relação dos EUA com o Islã e o Mundo Muçulmano

Cila Lima (Doutoranda História Social/USP)
A “primavera” para as mulheres árabes: ideais e realidades

Danilo Guiral Bassi (Mestrando História Social/USP)
Relato de pesquisa de campo: Israel-Palestina

Natalia Nahas Carneiro Maia (GT OMMM)
Um Novo Olhar sobre o Hezbollah

Moderação:
José Antonio Lima
(Jornalista da CartaCapital e do blog Oriente Médio em Foco)

Comentadores:

Arlene E. Clemesha
Profa. Dra. Departamento de Letras Orientais (FFLCH); Diretora do Centro de Estudos Árabes da USP e membro do comitê de coordenação do United Nations International Coordinating Network on Palestine (ICNP-UN)

Peter R. Demant
Prof. Dr. Depto. de História (FFLCH) e do Instituto de Relações Internacionais (IRI-USP)
Co-coordenador do LEA

Local e data:
Sala de Vídeo do Prédio da História da USP
Segunda feira, 12 de Agosto de 2013
Das: 19:00 às 22:00
Pedimos a gentileza para confirmar sua participação pois o local oferece poucos lugares
Para confirmar basta responder a este e-mail (boletimgtommm@gmail.com)

Quem é Malala

Malala é uma menina paquistanesa filha do educador Ziauddin Yousafzaique, que em 09/10/12, foi alvejada no rosto, em ataque assumido pelo grupo extremista Talibã, em resposta a sua luta por educação tanto pela internet como em dimensão internacional com divulgação pela grande mídia até seu discurso na ONU em comemoração aos seus 16 anos e recuperada do atentado desperta grande comoção. O mundo conheceu a luta dessa jovem muçulmana por educação, igualdade e contra o extremismo religioso. Sem se deixar vencer ou silenciar (já que se salvou do ataque) nem se colocando como vítima, nem prometendo vingança ou declarando “guerra”, Malala mostrou a força de suas (delicadas, mas assertivas) palavras, declarando na ONU que ela, Malala, é “uma garota entre muitas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s