Estado Islâmico: a primeira aparição de Abu Bakr al-Baghdadi

Abu Bakr al-Baghdadi, o "califa Ibrahim", em Mosul, em sua primeira aparição pública após o estabelecimento do Estado Islâmico (Foto: Twitter / @alihashem_tv)
Abu Bakr al-Baghdadi, o “califa Ibrahim”, em Mosul, em sua primeira aparição pública após o estabelecimento do Estado Islâmico (Foto: Twitter / @alihashem_tv)

Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS), fez na sexta-feira 4, em Mosul, no Iraque, seu primeiro pronunciamento como califa Ibrahim, alcunha adotada por ele após o estabelecimento do que o grupo chama de Estado Islâmico em regiões na Síria e do Iraque.

Em um vídeo de 21 minutos divulgado no sábado 5, Baghdadi, cuja identidade foi confirmada pelo SITE, grupo de monitoramento de extremismo, aparece de roupa e turbante pretos, um sinal de que se considera descendente do profeta Maomé, e fala em árabe clássico. 

“Os mujahedin foram recompensados com a ​​vitória por Deus depois de anos de jihad, foram capazes de atingir o seu objetivo e se apressaram para anunciar o califado e escolher o Imam”, afirma ele segundo a Associated Press. “É um fardo aceitar esta responsabilidade de estar no comando de vocês”, diz o homem. “Eu não sou melhor do que você ou mais virtuoso do que você. Se você me ver no caminho certo, me ajude. Se você me ver no caminho errado, me aconselhe e detenha-me. E obedecei-me tanto quanto eu obedecer a Deus.”

Entre os seguidores de Baghdadi aparece um homem (foto abaixo) que aparenta ser Omar al-Shishani, comandante do ISIS na Síria, conhecido também como Omar, o Checheno. Criado em Pankisi Gorge, região da Geórgia próxima à Chechênia, Shishani tem se notabilizado pela vitórias militares contra tropas iraquianas e sírias.

Imagem do primeiro sermão de Baghdadi mostra um homem que seria Omar al-Shishani, destacado (Foto Twitter  @DanieleRaineri)
Imagem do primeiro sermão de Baghdadi mostra um homem que seria Omar al-Shishani, destacado (Foto Twitter @DanieleRaineri)

Também no sábado 5, sites ligados ao ISIS divulgaram imagens da destruição de mesquitas xiitas e santuários sunitas e sufistas em Mosul e Tal Afar, confirmada por residentes das duas cidades à AP. Para o ISIS, que é sunita, a “idolatria”, manifestada pela existência de santuários, é uma heresia que deve ser combatida. O xiismo, por sua vez, acreditam esses jihadistas, deve ser destruído.

Fotos sequenciais mostram a implosão de uma mesquita xiita em Mosul
Fotos sequenciais mostram a implosão de uma mesquita xiita em Mosul

Abaixo, o vídeo do sermão de Baghdadi e uma tentativa de tradução:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s