Onde o véu é sinal de liberdade

Enquanto diversos países europeus analisam e aprovam projetos de lei proibindo o uso de vestimentas muçulmanas, como a burca e o niqab, quatro deputadas turcas celebraram sua liberdade na quinta-feira 31 ao entrar no Parlamento vestindo hijabs, os véus que cobrem a cabeça. Foi a primeira vez que isso ocorreu na Turquia, país onde as vestes religiosas eram proibidas em instituições do Estado até o início do mês.

Debate: a situação da mulher no Oriente Médio

Nesta quarta-feira, a rádio Gazeta AM levou ao ar no quadro As Mulheres são de Vênus um debate sobre a situação da mulher no Oriente Médio. O que motivou o caso foi a prisão de Marte Dalelv, norueguesa que denunciou um estupro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e foi detida por “sexo fora do casamento”. No link abaixo, a minha conversa sobre o tema com a apresentadora Giuliana Sona:

Na Tunísia, Femen protesta pela libertação de Amina Tyler

O Femen atacou de novo. Desta vez, o grupo feminista protestou na Tunísia, naquele que é, segundo a agência AFP, o primeiro protesto topless da história do mundo árabe. Duas francesas e uma alemã foram detidas pelas autoridades locais nesta quarta-feira 29 ao se postarem em frente a um tribunal em Túnis, capital do país, vestindo apenas pequenos shorts jeans. 

E se você fosse expulsa de um shopping por usar esmalte de unha?

A personagem principal desta história ainda não foi identificada, mas já se tornou uma heroína nas redes sociais. Não sem razão. A mulher em questão, de Riad, capital da Arábia Saudita, enfrentou a famigerada Comissão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício, a polícia religiosa do país, e postou no Youtube o duelo. A discussão ocorreu, segundo o jornal Saudi Gazette, no shopping center Hayat. A mulher é…

Os homens árabes odeiam as mulheres?

A imagem ao lado mostra a capa da edição maio/junho da revista americana Foreign Policy. A matéria principal, escrita pela jornalista egípcia-americana Mona Eltahawy causou uma enorme polêmica. Intitulada “Por que eles nos odeiam?”, a reportagem atribui a situação da mulher no Oriente Médio a uma “guerra” dos homens contra as mulheres, motivada pelo “ódio” e por uma “tóxica mistura entre religião e cultura”. Escrevi um artigo para a Carta…